Nova Clinica Luz - Dia Mundial Sem Tabaco: Cigarro mata 3 milhões por doença cardiovascular a cada ano, diz OMS

Notícias

OMS faz alerta mundial para associação entre tabaco e condições como infarto e AVC. Evidências apontam para desconhecimento entre relação, aponta entidade em relatório.

Dia Mundial Sem Tabaco: Cigarro mata 3 milhões por doença cardiovascular a cada ano, diz OMS

OMS faz alerta mundial para associação entre tabaco e condições como infarto e AVC. Evidências apontam para desconhecimento entre relação, aponta entidade em relatório.

 

Pessoas fantasiadas de cigarros participam de marcha durante campanha sul-coreana no Dia Mundial Sem Tabaco em Seul no ano de 2016 (Foto: Reuters)

Pessoas fantasiadas de cigarros participam de marcha durante campanha sul-coreana no Dia Mundial Sem Tabaco em Seul no ano de 2016 (Foto: Reuters)

 

O tabaco mata 3 milhões de pessoas todos os anos só por doença cardiovascular, alerta a Organização Mundial de Saúde em relatório divulgado nesta quarta-feira (30), véspera do Dia Mundial Sem Tabaco. As doenças cardiovasculares incluem uma série de condições associadas à circulação do sangue e não só aquelas que afetam diretamente o coração - eventos como o Acidente Vascular Cerebral (o derrame) estão nesse grupo.

 

"Neste Dia Mundial Sem Tabaco, a OMS está chamando a atenção para o fato de que o tabaco não causa apenas câncer, mas literalmente quebra corações." - Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS

 

A OMS lembra também que o uso do tabaco diminuiu significativamente desde os anos 2000, principalmente após a adoção de leis antifumo (no Brasil, a lei foi aprovada em 2011): 27% da população mundial fumava em 2000, número que caiu para 20% 2016.

 

 

Essa queda deve ser analisada com cuidado, diz a entidade, porque há vários fatores a serem considerados quando se sai do panorama global: um deles é que o número de fumantes cresce em países de baixa renda.

Outro ponto é que o número de tabagistas permanece igual, apesar das menores taxas de prevalência: eram 1,1 bilhão de fumantes em 2000, quantidade que se mantém nos dias atuais. A OMS explica esse dado pelo crescimento populacional.

 
OMS tem meta de redução de 30% do uso de tabaco até 2030 (Foto: RealWorkHard/Pixabay/CC0 Creative Commons)

OMS tem meta de redução de 30% do uso de tabaco até 2030 (Foto: RealWorkHard/Pixabay/CC0 Creative Commons)

 

Relatório da OMS também aponta que o tabaco contribui para muitas mortes -- 7 milhões anuais por variadas causas -- sendo o principal fator de risco para doenças cardiovasculares, os "assassinos do mundo", como comentou o diretor-geral da OMS:

 

"A maioria das pessoas sabe que o uso do tabaco causa câncer e doenças pulmonares, mas muitos ainda não sabem que o tabaco também provoca doenças cardíacas e derrames - os principais assassinos do mundo" - Tedros Adhanom Ghebreyesus.

 

O alerta da OMS destaca que as evidências apontam para uma séria falta de conhecimento dos múltiplos riscos à saúde associados ao tabaco -- a maioria das pessoas lembra apenas o câncer de pulmão.

Na China, mais de 60% da população não sabe que fumar pode causar infartos, de acordo com a Global Adult Tobacco Survey. Na Índia e na Indonésia, mais da metade dos adultos não sabe que fumar pode causar AVC.

 

Metas de redução

 

Países-membros da OMS têm o compromisso de redução de 30% do consumo de tabaco até 2025 em pessoas com 15 anos ou mais. A entidade diz, contudo, que apenas um em cada oito membros atingirá a meta de redução de 30% até 2025.

A entidade faz um alerta, com bases nos dados globais de redução. "Se a tendência continuar na trajetória atual, o mundo só alcançará uma redução de 22% até 2025", diz o relatório.

 

Crianças fumantes e gênero

 

Em todo o mundo, 24 milhões de crianças entre 13 e 15 anos fumam cigarros (17 milhões de meninos e 7 milhões de meninas), diz a OMS.

Ainda, cerca de 4% das crianças de 13 a 15 anos (13 milhões) usam produtos de tabaco sem fumaça (como o cigarro eletrônico e narguilé).

A OMS também mostra uma queda entre o uso do cigarro entre todos os gêneros. Em 2000, 43% dos homens fumavam tabaco; contra 34% em 2015, diz a OMS.

Em relação às mulheres, 11% fumavam em 2000, comparado a 6% em 2015.
 
Entre em contato com a Nova Clínica Luz Almirante Tamandaré.
 
 
 

 

 

Joomla contact form by 123FormBuilder